O cotidiano em cliques inspiradores



 

Com um olhar afiado, doses de sensibilidade e muito bom humor, o fotógrafo Pedro Henrique Heinrich registra o cotidiano em suas fotos cheias de inspiração

Por mais clichê que possa ser, afirmar que a fotografia eterniza o momento em uma imagem é real. Pedro Antônio Heinrich materializa isso perfeitamente em seu trabalho. Filho de um gaúcho com uma manauara, sempre teve como propósito realizar algo importante e que deixasse um pouco da sua visão de mundo. A paixão por arte o fez pensar em seguir pelo caminho dos desenhos e pinturas, porém, o imediatismo o barrou. Mas uma dica vinda de sua mãe fez encontrar sua vocação:  a fotografia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cada clique traduz o que sente no momento da foto.  Segundo ele, é uma mistura de amor com determinação que fazem a diferença. “O fotógrafo quando não gosta do que faz pode aplicar corretamente todas as técnicas, porém não fazer fotos boas.”

Prova disso é que em três anos de carreira já coleciona 27 exposições com suas fotografias, fotos publicadas em revistas de vários lugares como Estados Unidos, Alemanha e Suécia, o 1º lugar nos concursos de fotografia da Câmara Municipal de Porto Alegre e no de Paisagens Gaúchas da escola Câmera Viajante, menção honrosa da Magnum Photos em Tiradentes/ Minas Gerais e na Escola de Fotografia Artística, participação nos livros Antologia Fotografica e Fiestas Populares no Uruguai.

Uma de suas paixões é a fotografia de rua, porém com uma visão que afirma deslocar os ambientes. “Tenho muitas fotos de Porto Alegre que as pessoas acham quem são em outros lugares, países, tamanho é essa fragmentação que eu faço do cenário.” Ataca também na fotografia de moda, com uma visão sensível em cada clique, além de fineart e fotojornalismo.

Pedro é apaixonado pelo cotidiano, por acontecimentos banais, elementos que muitos definiriam como ordinários. Encontra isso na fotografia de rua, com o inesperado e a falta de controle do que acontece no momento do registro, permitindo que as coisas fluam em seu caminho. “A minha felicidade é conseguir registrar esses breves momentos.”

E sobre seus próximos passos, já adianta: “Em setembro lançarei um livro de fotografias pela editora Armazém Digital e uma grande exposição em uma loja de móveis e decoração.” Aguardaremos.

Por Douglas Petry

Publicado na edição 35 da revista Gente que Faz

Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!




POSTS RECENTES

Image

Casos de colesterol alto podem ter origem familiar

Mapeamento genético da doença será um dos temas abordados em simpósio na Capital gaúcha, neste sábado (19/5) Eventualmente provocado por maus hábitos alimentares, o colesterol alto também pode ter influência no histórico familiar, conhecida como dislipidemia poligênica. No entanto, a cada 300 indivíduos no mundo, um possui a doença em virtude da herança genética direta. Isso ocorre quando o pai carrega consigo um dentre seis genes […]

LEIA MAIS
Image

B-day Lú Brandão

Através das imagens, a interpretação perfeita da noite do b-day de Lú Brandão, dia 10 de maio.  Uma recepção de ode à felicidade, bem do jeito da anfitriã de ser e interagir. Genuína e alegre, ela recebeu vestindo sua grife homônima em couro e presenteou sua personalidade com quem lhe faz bem com uma mesa […]

LEIA MAIS
Image

Emma Stone e Kristen Scott Thomas usam NARS no tapete vermelho do Met Gala 2018

Maquiagem assinada por Rachel Goodwin para NARS Cosmetics Rachel Goodwin, maquiadora das celebridades, diretora, artistry e red carpet PRO NARS para América do Norte, criou o look de beleza de Emma Stone para o Met Gala 2018. Abaixo mais detalhes e os produtos usados para alcançar este look: Inspiração: “Quando vi Emma vestida para esta […]

LEIA MAIS