Qualidades além da superfície

Atributos que Adriana e Flávio Enger dominam, afinal lá se vão 35 anos de uma trajetória baseada no conceito de ‘viver bem’

 Quando Adriana e Flávio Enger deram o start à Brava Forma, em 1988, buscaram ideais e valores que iam de encontro às suas raízes: uma simbiose de valorização da família,  natureza, aconchego, afeto e uma cultura que passa longe do instantâneo e do superficial.  A marca dos seus sonhos  foi definida já no primeiro bate-papo com a publicitária Maria Augusta Medeiros para a criação do logotipo da empresa, com os atributos que permeariam marca,  elegância, durabilidade, conforto e design. A arte de viver, sempre valorizaram e, assim, construíram uma coleção com sofás e poltronas que abraçam com afeto também o seu lar, com quatro filhos e agora também um neto.

 Viver é uma arte e com paixão, revela essências

 Quando Adriana fala, é com paixão! “Toda vez que um novo sofá é projetado e executado pela Brava Forma, não é mais um produto que está indo para o mercado. É uma experiência que está sendo entregue a um cliente. Afinal, um sofá ou uma poltrona são móveis a serem vividos”, diz ela. Tivemos o privilégio de acompanhar a história da Brava Forma e da família que encanta na valorização do ‘pied du terre’ no Vale do Taquari. Atestamos com carinho que seus ideais de empresa e produto se entrelaçam com sua própria essência e história de vida.

Ao longo dos 35 anos da Brava Forma, completos nesse final de 2023, essa sempre foi a estratégia da empresa. Eles nunca quiseram fazer estofados padronizados, em série. O trabalho da Brava Forma nasceu conceitual e artesanal e assim permanece ao longo das mais de três décadas. Assim como Adriana aguçou o paladar com o bolo, o pão ou a ‘pasta’ feita em casa por ela mesma ou com a receita que um filho trouxe além fronteiras para encantar o encontro da família.

“Sentíamos que existia a lacuna no mercado por um estofado com a parte construtiva muito bem feita e bem estruturada, com design sofisticado, matérias-primas excelentes, ergonomia e acabamento perfeito. A partir dessas perspectivas, começamos a criar as nossas coleções”, conta Adriana. Todo esse cuidado resulta em estofados únicos. “Atendemos por pedidos, não há estoque em fábrica. Isso garante peças exclusivas e personalizadas, um verdadeiro luxo que é estar bem consigo mesmo”, complementa.

A produção impecável ganhou clientes fiéis. A Brava Forma, que iniciou as atividades em Lajeado, dois anos depois já estava com uma loja também na Capital. Hoje, os principais mercados são Porto Alegre, Serra, Litoral e a região da Fronteira. Mas também há clientes em diferentes estados brasileiros. “Isso nos encanta, nunca sentaram em nossos sofás, mas chegaram até a gente pelo conceito da nossa marca. Elas adquirem um Brava Forma pelo que a nossa marca representa hoje. Essa é uma conquista incrível ao longo destes anos”, comemora Adriana.

Entrega, essência, cuidados, conteúdo… segredos de longevidade.

A qualidade e exclusividade das peças faz com que a Brava Forma tenha conquistado também muitos clientes corporativos ao longo dos anos. Além das residências – em que, muitas vezes, os sofás Brava Forma já são opção da segunda geração da família -, a empresa está presente em muitos consultórios médicos, escritórios de advocacia, hotéis e restaurantes.

Entre as entregas mais recentes da empresa estão todos os estofados do 1835 Carne e Brasa, em Canela. O arquiteto Francisco Pinto, que projetou o restaurante, quis trazer a elegância e a sofisticação gaúcha para o ambiente. A Brava Forma foi escolhida para fazer os estofados de todo o restaurante que integra o novo hotel Kempinski Laje de Pedra.

“A Rede Kempinski tem hotéis no mundo inteiro, mas eles queriam um produto local, que pudesse demostrar toda a força da cultura gaúcha. Assim, entregamos uma experiência personalizada, com elegância e identidade” – afirma Flávio, homem de bastidores, que coordena o Estúdio Brava Forma com rigor e disciplina inigualáveis ao detalhe. Ele não é afeito aos holofotes, mas basta ‘Brava Forma’ virar enunciado em um comentário, que a paixão pelo que sabe tanto fazer nos contagia.

O meio-ambiente ganha defesa e o caráter dita o passo a passo

 Adriana e Flávio vivem o enunciado de seu trabalho. Basta um feriado prolongado ou um domingo de sol, que lá vão eles buscar a natureza, desvendar novos caminhos, essências de vida. Do cuidado para com suas próprias existências, da fuga pelo efêmero, pelo superficial, levam o caráter de suas existências para o seu trabalho.

Além de toda preocupação com a qualidade dos seus produtos, muito antes de se falar em sustentabilidade, a Brava Forma já colocava esse conceito em prática. A empresa sempre trabalhou com madeira de reflorestamento e espuma livre de CFC. E a sustentabilidade também está no próprio produto.

“A durabilidade dos nossos produtos é marcante. A estrutura dele permanece ao longo do tempo e o que pode ser trocado é o revestimento que, por ser de couro natural, vai se degradar de forma orgânica na natureza”, observa Flávio. É usual clientes retornarem para renovar o revestimento do sofá adquirido há mais de 15, 20 anos, pois a longevidade, a qualidade e a permanência do design entregam um atemporalidade e durabilidade inimagináveis. Que tem, sabe!

Na vanguarda e com olhos no futuro, pois é o encanto que também seduz

Ao longo dos 35 anos, foram incontáveis as tendências buscadas em feiras nacionais e internacionais, as pesquisas pelo melhor. Muitas vezes, houve a constatação da vanguarda: novidades da marca era lançadas muito antes de elas ganharem o mercado. Fala aqui a  história de uma dinâmica que sempre se renova.

Se a empresa observou as mudanças tecnológicas do ramo, ela também sempre esteve muito atenta ao cliente. E como ele mudou. Adriana e Flávio são unânimes ao dizer que as pessoas voltaram o olhar mais para a sua casa e para o seu conforto. E ter um sofá aconchegante, que te abraça, faz todo o sentido.

Olhando para frente, novos produtos saem das pranchetas e do online. Já está sendo produzida – algumas peças ainda estão em fase de testes -, uma linha para áreas externas. São móveis para varandas, terraços e área de piscinas, mas com alta performance. A ideia é que os móveis estejam expostos ao sol e chuva, mas mantenham as suas características originais.

O conforto Brava Forma sai de dentro da casa e ganha novos espaços. Sente-se e desfrute, afinal, luxo é o seu bem-estar, é viver e celebrar cada dia com encanto e sapiência.

Conteúdo publicado na edição 58 da revista Gente que Faz

Por FERNANDA MALLMANN|Fotos DIVULGAÇÃO

 



Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!







POSTS RECENTES

Image

Cerejeiras em Flor, no Japão. Quando ir?

Visitar o Japão durante a época de florescimento das cerejeiras, conhecida como “Sakura”, é uma experiência que captura não apenas a beleza estonteante da natureza, mas também a essência profunda da cultura japonesa. A melhor época para testemunhar este espetáculo varia de acordo com a região, mas geralmente ocorre entre o final de março e […]

LEIA MAIS
Image

Abre as portas o hotel de luxo mais esperado do ano na capital portenha

A boa nova da hotelaria portenha é o Hotel Casa Lúcia, que inaugura,  hoje,  como uma carta de amor à Argentina, na estilosa Calle Arroyo e na badalada Recoleta Sob a chancela da Único Hotels, abre as portas, hoje, o Hotel Casa Lucia, marcando o primeiro empreendimento fora da Espanha para a coleção de hotéis de luxo. Ligado […]

LEIA MAIS
Image

Juca Richter faz pulsar um novo ecossistema numa das rodovias mais importantes do Estado

386 Busisness Park, empreendimento que leva assinatura do Richter Gruppe, se consolida como um parque empresarial pensado dentro do conceito de smart cities, conectando inovação e bem viver O empreendedorismo pode ser um dom, uma necessidade, uma ousadia ou uma herança. No caso de José Paulo Richter, fundador e CEO do Richter Gruppe, pode-se dizer que […]

LEIA MAIS