HENRIQUE STEYER E SEU TALENTO PARA CRIAÇÕES ÚNICAS 

Falar de Henrique Steyer é elevar a criatividade  ao cubo

Arquiteto e designer multidisciplinar, Henrique Steyer é daqueles criativos capazes de atuar em diferentes frentes sem cair na mesmice. Inquieto e curioso, assina o projeto das casas mais sofisticadas daqui e acolá. Sem barreiras, atende clientes no Rio Grande do Sul, São Paulo, Flórida, Uruguai e onde quer que o chamem. Ele afirma que escolhe o tipo de projeto que aceita fazer, e aqueles que prefere deixar passar. Acredita que para ter êxito, um projeto precisa ter empatia e química com os clientes: “só vale a pena começar um novo trabalho quando o nosso santo bate com o santo do cliente, caso contrário, eu nem começo”, afirma ele.
Bom entendedor de arte, design e antiguidades, o profissional se destaca muito por ter um rico repertório, o que possibilita criar projetos cheios de personalidade e muito diferentes daquele padrão “copia e cola” que já é usual no mercado. Nas redes sociais, Steyer produz conteúdo relevante onde apresenta peças icônicas e ensina o que há se melhor para seu séquito de seguidores entusiasmados.
Além do trabalho como arquiteto e decorador, Henrique também ganhou espaço mundial com a criação e assinatura de produtos, que vão desde móveis até luminárias, objetos, tapetes, moda praia e joias, onde está em voga com sua nova coleção unissex para a grife Coliseu. Suas criações são anualmente apresentadas em Milão, durante a semana de design mais importante do mundo, onde o gaúcho representa muito bem o nosso país. Nos últimos tempos, podemos destacar peças criadas por ele para marcas poderosas como Florense, Saccaro, Sier, Lovato, Arte Nova entre outros.
Sua presença é constantemente chamada em grandes eventos do setor, onde suas palestras lotam plateias com mais de mil expectadores que querem aprender um pouquinho da arte de criar experiências únicas. Nesses eventos, ele adora gritar aos quatro ventos: “a tendência é não seguir tendência”, deixando claro não ser nem um pouco adepto aos modismos do setor. “Acredito muito mais em soluções atemporais e de alta qualidade. São investimentos para uma vida toda, não podemos nos perder em coisas supérfluas e descartáveis. Precisamos dar valor para o dinheiro do nosso cliente”, dispara ele.

A seguir, “Gente que Faz” bate um papo com esse expoente da criatividade nacional:

Recentemente você recebeu um prêmio um evento de luxo no hotel The Plaza em Nova York, nos conte mais sobre isso.

Tive a emoção de ser o profissional homenageado do ano pelo conjunto da minha obra, considerando os projetos que já realizamos no ramo de arquitetura e design. Ter o nosso trabalho reconhecido é sempre muito bacana e nos enche de orgulho. Meses depois, fui convidado para participar de uma nova premiação em Los Angeles, no teatro onde acontece a entrega do Oscar. A experiência foi incrível.

Há anos você vem representando o Brasil na Semana de Design de Milão. Como você chegou lá?

A primeira vez que participei da feira de Milão foi para exibir o Banco Macaco, em 2013, e a fada madrinha que vez a ponte entre meu estúdio e a indústria que produzia o macaquinho foi a Neiva, editora da Revista Gente que Faz, até hoje lembramos disso com muita gratidão. Nos anos mais recentes, fomos convidados para participar do projeto Brazilian Furniture, organizado pela Abimovel com apoio da agência Apex, com incentivo do Governo Federal. O objetivo do projeto é aproximar os melhores designers do Brasil das maiores indústrias moveleiras do país, para desenvolver produtos genuinamente nacionais. Tive a honra de fazer parte da primeira turma e pude integrar a comitiva brasileira nos eventos internacionais. É incrível ver esse movimento forte do governo para fomentar negócios internacionais no nosso setor.

O que um cliente em potencial precisa fazer para ter um projeto residencial assinado por você? 

Atendemos poucos clientes de arquitetura por ano. Gostamos de criar projetos realmente personalizados e desenvolvidos para pessoas que buscam algo com sua cara, fugindo daquele padrão “copia e cola” que muita gente faz por aí. Gostamos de garimpar peças especiais mundo afora  e desenvolver cada cantinho com a alma de quem vai morar ali Para isso, precisamos de tempo. É impossível fazer dezenas de projetos deste padrão ao mesmo tempo, então priorizamos aqueles clientes que têm um DNA que realmente valorize algo único e verdadeiro, é preciso ter empatia entre as partes para criar algo bacana. Tudo começa com uma primeira conversa, para conhecermos as aspirações do cliente e, a partir daí, traçamos as estratégias para viabilizarmos aquele sonho.

Na área do design de produto, que novidades podemos destacar?

Das peças que estão estourando agora no mercado, eu destacaria a nova coleção de joias que criei para a Coliseu. Um projeto que começou em 2020 e foi amadurecendo durante todo esse período de mudanças no mundo em que vivíamos. A coleção é repleta de símbolos de diversas crenças e religiões, que tornam as peças ecumênicas e universais. São ícones que remetem a religião, sorte e boa fé. Uma overdose de boas vibrações, sempre associadas aos ícones das peças de design mais consagradas do meu portfólio, como a estante onça e a mesa macaco, que ganharam as páginas de revistas do mundo todo anos atrás. São joias para o dia a dia, que trazem uma mensagem de esperança para uso tanto feminino como masculino. Entre os ícones, temos estrela de Davi, Iemanjá, búzio, pimenta, e outras diversas insígnias amplamente usadas nas mais diversas crenças. Outra parte da coleção traz como base a palavra “continue” associada a mensagens de amor e auto cuidado, como um lembrete de dar valor à vida. “Continue sonhando”, “continue se amando” e “continue se cuidando” fazem parte do acervo de frases.
Também destacaria a Poltrona modernista que criei para o Grupo Arte Nova, um gigante do setor. A peça tem na alma o estilo do móvel modernista brasileiro, que ganhou espaço no mercado internacional e é valorizado até hoje. A concha grande, com encosto alto, chama a atenção e combina com qualquer ambiente contemporâneo.
Por último, estou comemorando também o lançamento de uma nova marca de estofados chamada Artano, para quem criei uma coleção linda de peças super coringas. Essa indústria é nova, mas tem por traz uma das maiores fábricas de mobiliário do Brasil, com muito know-how, qualidade e respeito no mercado, então é algo que com certeza já está nascendo com sucesso garantido.

Conteúdo publicado na edição 57 da revista Gente que Faz



Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!







POSTS RECENTES

Image

Cerejeiras em Flor, no Japão. Quando ir?

Visitar o Japão durante a época de florescimento das cerejeiras, conhecida como “Sakura”, é uma experiência que captura não apenas a beleza estonteante da natureza, mas também a essência profunda da cultura japonesa. A melhor época para testemunhar este espetáculo varia de acordo com a região, mas geralmente ocorre entre o final de março e […]

LEIA MAIS
Image

Abre as portas o hotel de luxo mais esperado do ano na capital portenha

A boa nova da hotelaria portenha é o Hotel Casa Lúcia, que inaugura,  hoje,  como uma carta de amor à Argentina, na estilosa Calle Arroyo e na badalada Recoleta Sob a chancela da Único Hotels, abre as portas, hoje, o Hotel Casa Lucia, marcando o primeiro empreendimento fora da Espanha para a coleção de hotéis de luxo. Ligado […]

LEIA MAIS
Image

Juca Richter faz pulsar um novo ecossistema numa das rodovias mais importantes do Estado

386 Busisness Park, empreendimento que leva assinatura do Richter Gruppe, se consolida como um parque empresarial pensado dentro do conceito de smart cities, conectando inovação e bem viver O empreendedorismo pode ser um dom, uma necessidade, uma ousadia ou uma herança. No caso de José Paulo Richter, fundador e CEO do Richter Gruppe, pode-se dizer que […]

LEIA MAIS