O ‘tompêro’ do Jacquin

Ele é o mais renomado chef francês em atividade no Brasil, é reconhecido como uma das personalidades mais importantes do país. Ah, sim, nossa imersão na Terra da Garoa incluiu dois opostos do inquieto jurado do MasterChef, Erick Jacquin: o Président, de alta gastronomia, e o Buteco do Jacquin, recentemente inaugurado

Naquela noite ele não estava no Président, o endereço da alta gastronomia do chef. Mas o que vimos foi uma equipe bem treinada. Leonardo, gaúcho, foi super atencioso e uma mesa muito bem posicionada em frente à cozinha aberta nos aguardava. Aliás, o restaurante totalmente vermelho remete ao espetáculo da boa mesa. Cortinas abertas, ou seja, corre-corre e preparos à nossa frente foram entretenimento puro apreciar a excelência técnica da equipe.  

O serviço de coquetelaria e a equipe do bar são eficientes e mimam inclusive comensais que aguardam sua mesa. Sim, faça reserva, pois as mesas são disputadas. Aliás, fica a afirmação: aqui, chef, comida e lugar são astros-rei. Há muito ao que espichar o olho no Président, de galeria de fotos nas paredes a obras de arte, pois Jacquin é também apaixonado por arte. E deixemos no anonimato as presenças bonitas, famosas, ou nem tanto um ou outro, que são habituês.

Leonardo comentou conosco que quando o Érick Jacquin está, faz questão de conversar com os clientes na bancada, enquanto prepara os pratos, e com certeza buscou esta interação também para sua equipe, ao pensar o restaurante neste formato. Na entrada principal, por exemplo, três quadros gigantes do artista visual Flávio Rossi trazem capturas de imagens mesclando um pouco da França com o Brasil e mostram uma parte da história do chef. As imagens também ilustram as capas do cardápio. Flávio desfragmentou o quadro ‘La Dance’, do artista francês Henri-Émile-Benoît Matisse, mesclando, por exemplo, imagens das obras de Portinari ao lado de Napoleão, além de Tom Jobim, Edith Piaf, Picasso, Renoir, Van Gogh e outros.

 

No restaurante chique do chef que já declarou que viveria só de caviar, aceitamos as sugestões do Leonardo, que comentou que um dos pratos mais solicitados da casa são os camarões grelhados com emulsão de limão siciliano e papardelle cortado na faca, e o outro, magret de pato grelhado com maçã glaceada ao molho de laranja. A sobremesa, um mil-folhas leve, adorável, compartilhamos.

 

Deixamos o Président e seguramente uma dezena de clientes aguardavam mesa, ou no balcão do bar ou em frente ao endereço, nos Jardins. Porém, a eficiência da equipe no agendamento e no serviço fazem com que tudo flua muito rápido.

Ele já é brasileiro

No dia seguinte, nossa experiência contemplou o Buteco do Jacquin, ou seja, comida de boteco feita por um francês. Pode? Claro, Erick Jacquin está há 27 anos no Brasil, e quê sugestões gostosas! Num imponente imóvel na Avenida Faria Lima, pela primeira vez o chef se dedica às comidas informais. E imagino que o lugar esteja disputando par a par o posto de restaurante mais instagramável do chef com as outras unidades.  O chef ainda tem Ça-Vae o Jojo Gastro. Até o final do ano, prepara o abre-portas do italiano Lvtetia (pronuncia Lutécia).

No centro do Buteco do Jacquin, bem ao centro, o chapéu branco de 6 metros, criado no passado para que o piloto da cozinha se diferenciasse do restante da brigada, está pendurado ao teto. O restaurante ocupa, na verdade, o espaço central do lugar batizado de Espaço Helbor, um boulevard de marcas de luxo. Aqui, o menu do chef televisivo é mais acessível ao grande público e reúne pedidas francesas, como o steak tartare, o mais pedido na casa, a ícones brasileiros, compondo a faceta tropical do chef.

Conversando com a equipe da casa, queremos retornar, com certeza, com amigos, num sábado, dia de samba e feijoada. Aliás, aqui o grande chamariz são as porções para dividir, como no boteco. Tem bolinho de feijoada, pastel de feira, filé-mignon à milanesa e dadinho de tapioca. Para fomes maiores, há refeições individuais caso do estrogonofe de filé-mignon com toque de especiarias guarnecido de arroz e chips. Nas sobremesas, quisemos honrar o DNA do chef, com o creme brûle francês, e o país verde e amarelo que decidiu amar, com o trio de docinhos brasileiros — brigadeiro, pudim e quindim. O Jacquin que aderiu até mesmo ao youtube, com milhares de inscritos, que conquistou o Brasil com seu jeito divertido e irreverente, não vai parar por aqui.

Président

Rua da Consolação, 3527, Jardins, tel. (11) 3062-7169. De quarta a sexta, das 19h às 23h30; sábado, das 12h às 16h e 19h às 23h30; domingo, das 12h às 16h.

 

Buteco do Jacquin

Av. Brigadeiro Faria Lima, 2996, tel. (11) 94446-5941 @butecodojacquin

 



Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!







POSTS RECENTES

Image

A verdade que não é secreta

  O hotel que se revelou marco também na série ‘Verdades Secretas’ é distinguido e premiado por conjunturas de hospitalidade e gastronomia É nos Jardins, epicentro dos restaurantes badalados, dos sushi bars e bistrôs franceses, das sofisticadas butiques e do varejo de grife, que mora o Tivoli Mofarrej São Paulo, reconhecido neste 2022 como um […]

LEIA MAIS
Image

A Lisboa que você deve (re)descobrir urgentemente

Iniciamos nossa abordagem com ícones da nova terra das oportunidades, dentre eles, um endereço célebre, o Tivoli Lisboa, reduto do melhor da hotelaria e da gastronomia na capital portuguesa Lisboa é a nova terra das oportunidades. O número de imigrantes nunca foi tão alto e os brasileiros são a maioria deles. Também dos viajantes, Portugal […]

LEIA MAIS
Image

Four Seasons Lisboa, uma instituição

O Four Seasons Hotel Ritz Lisboa, uma instituição ou hotel em Lisboa, distinguido com cinco estrelas, comemora altíssima ocupação com atualizações e renovações No topo de uma das famosas sete colinas reina o Four Seasons Hotel Ritz Lisboa, tanto uma instituição como um hotel – construído em 1959 e inaugurando o luxo na cidade. Nos […]

LEIA MAIS