Lucas Scapini: “O setor de transporte e logística resguardou a economia”

À frente do Grupo Scapini, empresa de operações logísticas e transporte de cargas com mais de 40 anos de experiência no Brasil e parte do Mercosul, o Diretor Comercial Lucas Scapini é um exemplo de otimismo e resiliência em meio à crise sanitária mundial. Aos 30 anos, o jovem empresário encarou a crise de frente. “Não cogitamos parar. Nossa missão é seguir abastecendo a sociedade e potencializando a nossa economia”

 

O Brasil parou em março de 2020. As restrições sanitárias levaram a economia a um colapso inimaginável no século XXI. Comércios, indústrias e empreendimentos em geral pararam seus serviços e produções, e milhões de trabalhadores foram dispensados do trabalho presencial. Tudo para evitar aglomerações e diminuir os riscos de contágio do novo coronavírus. Aos 30 anos de idade, o jovem empresário do setor de transporte e logística Lucas Scapini enfrentou um dos maiores desafios profissionais na vida. E ele não titubeou. “Jamais cogitamos parar. Nosso serviço é crucial e indispensável para o abastecimento do país. Nossa missão é seguir abastecendo a sociedade e potencializando a nossa economia.”

Diretor Comercial do Grupo Scapini, uma das mais tradicionais transportadoras do sul do país, com 29 unidades em 10 estados brasileiros e também no Uruguai, Argentina e Paraguai, Lucas é um otimista por natureza. Neto do fundador da empresa, Diamantino Scapini, e filho do também empresário do ramo de transporte de cargas e hoje colega de diretoria, Ernani Scapini, o jovem empresário tem como marca particular a confiança. E ele sabia, de antemão, que as empresas de operações logísticas seriam ainda mais protagonistas no abastecimento da sociedade e na retomada da economia nacional.

Lucas ressalta que a empresa aplicou todos os protocolos sanitários para garantir a segurança dos motoristas, funcionários e clientes. Desde o primeiro momento, e também na condição de Diretor Efetivo do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística no Estado do Rio Grande do Sul (Setcergs), o empresário natural de Lajeado (RS) lutou pela classe para garantir benefícios aos motoristas. Entre as demandas, prioridade nos testes. “Os motoristas são verdadeiros heróis. Em média, cerca de 60% de toda a carga brasileira é transportada por esses profissionais da estrada. Se eles param, o Brasil também para”, resume. “E a nossa empresa não parou”, reforça.

Sobre o período de pandemia que assolou o mundo em 2020, o empresário avalia como algo passivo de desenvolvimento e aprendizado. “É um momento de muitas incertezas. E também é um momento de muitos desafios sendo expostos, e que nos exigiram e ainda exigem muito crescimento pessoal e profissional. Da mesma forma, as empresas cresceram de forma solidária e o espírito de ajuda envolveu a todos. Percebo que, apesar da distância, os profissionais buscaram um engajamento cada vez maior, com muitas metas sendo batidas apesar de toda a dificuldade pandêmica.”

Lucas também integra o Núcleo da COMJOVEM de Porto Alegre (RS), e recentemente ingressou na direção da Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Rio Grande do Sul (Fetransul). Para ele, os momentos de intensa crise comprovam que a presença de um líder se torna ainda mais essencial. “É o momento em que eles aparecem para organizar, acalmar, estimular a equipe, combater o pânico e elevar a atenção, posição fundamental para conseguir uma movimentação favorável frente à imprevisibilidade do cenário”, resume o empresário lajeadense.

Gestão aprimorada

Sobre o Grupo Scapini, Lucas salienta que foi crucial manter a atitude de liderança nos momentos de maior tensão desta pandemia. “Com certeza, aprimoramos muito nossa gestão nesse período, e fortalecemos ainda mais nossos profissionais com treinamentos. Não somente de prevenção ao novo coronavírus, mas principalmente de competências técnicas e de novas habilidades. E não podemos parar. Temos grandes desafios pela frente, com recessão e aumento de desemprego. Precisamos estar preparados e engajados com nossas empresas para que as tomadas de decisões sejam assertivas’’, explica.

Investimento em meio à crise

Perceber oportunidades em meio às crises é tarefa do bom empreendedor. E não foi diferente com Lucas Scapini. Diante do isolamento social, e com boa parte da população isolada nos próprios lares, o modelo de e-commerce foi acelerado na economia nacional. Impedidas de receberem um número maior de clientes presenciais, milhares de empresas passaram a atuar com a entrega a domicílio, reafirmando um novo nicho de negócios para as transportadoras. Diante deste cenário, o Grupo Scapini apostou e investiu na aquisição de veículos leves para aprimorar o chamado “last mile”.

“As empresas foram surpreendidas com a necessidade do e-commerce. E descobriram que não basta apenas selecionar os produtos para vender. É preciso fazer com que os itens cheguem ao cliente sem avarias e em um prazo competitivo. Diante disso, o empresário precisa de uma estratégia logística que passe tanto pelo estoque, com a necessária agilidade na separação e movimentação de produtos, como também na entrega. E o Grupo Scapini investiu em meio à pandemia para também atender a este nicho de mercado que cresceu de forma exponencial.”

“Primamos pela segurança”

Lucas é o mais jovem entre os demais diretores do Grupo Scapini, uma empresa que já possui mais de 40 anos de atuação no mercado de transporte nacional e internacional de cargas. Fundada em janeiro de 1977, e especializada em operações e soluções logísticas, é destaque no mercado pela excelência nos serviços de Transferência; Armazenagem; Inbound; Outbound; Cross Docking; Milk Run; Just in Time; Circuitos; Dedicado; E-commerce; Importação; Exportação; Operações de redespacho; Last Mille.

Hoje o trabalho do jovem empresário é fazer pulsar a frota que já conta com 540 equipamentos (veículos pesados, semipesados e leves) distribuídos em 29 unidades instaladas em 10 estados, além de três unidades internacionais: em Montevideo (URU), Buenos Aires (ARG) e Assunção (PAR). Para os próximos meses, ele anuncia a inauguração do novo Centro de Distribuição no município de Estrela (RS), em uma área de 60 mil metros quadrados, às margens da BR-386. E ele também faz questão de destacar os selos da empresa. Entre esses, cita as certificações SASSMAQ, ISSO 9001 e PGQP (Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade).

“Primamos pela segurança. Isso é essencial. Toda a nossa frota é 100% rastreada e cada veículo é equipado com quatro câmeras internas. Tudo para dar mais segurança aos nossos profissionais e clientes”, salienta. Ao falar da empresa, das conquistas e dos benefícios disponibilizados aos embarcadores, Lucas é pura empolgação. O jovem empresário demonstra um misto de paixão e orgulho ao falar do Grupo Scapini. Definitivamente, e uma característica dos bons líderes.  “Acima de tudo, somos uma empresa sólida e genuinamente familiar.”

Por Rodrigo Martini ♦ Foto: Divulgação ♦ Publicado na edição 49 da revista Gente que Faz

 



Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!







POSTS RECENTES

Image

5 países abertos para brasileiros que valem a visita

Com o avanço da vacinação e a evidente diminuição do número de casos no Brasil, aos poucos os países estão reabrindo suas fronteiras aos turistas brasileiros. As boas notícias contribuem não apenas para fortalecer o setor de turismo, um dos mais afetados durante a pandemia da Covid-19, mas também para dar mais confiança a quem […]

LEIA MAIS
Image

Visual bombado, arrojada e vestida para festa

Por Matheus Sartor, editor de carros para Gente que Faz Tivemos a oportunidade de experimentar a principal novidade deste primeiro semestre da Ford, a Ranger Black, trafegando com estilo, desempenho, equipamentos, tecnologia e conectividade nos principais cenários do sul do país. Sem contar que literalmente a meteorologia nos possibilitou estradas com todos os climas e […]

LEIA MAIS
Image

Omega Construtora estreia em alta no litoral

Sucesso total de pré-vendas, em apenas 20 minutos foram reservados os 363 terrenos e 370 pessoas ficaram na fila de espera para compra O mercado imobiliário no Litoral Norte gaúcho segue aquecido, desde 2020, sendo uma das regiões do RS mais procuradas por quem quer investir em terrenos ou mesmo em imóveis prontos. De acordo […]

LEIA MAIS