Lucas Scapini: “O setor de transporte e logística resguardou a economia”

À frente do Grupo Scapini, empresa de operações logísticas e transporte de cargas com mais de 40 anos de experiência no Brasil e parte do Mercosul, o Diretor Comercial Lucas Scapini é um exemplo de otimismo e resiliência em meio à crise sanitária mundial. Aos 30 anos, o jovem empresário encarou a crise de frente. “Não cogitamos parar. Nossa missão é seguir abastecendo a sociedade e potencializando a nossa economia”

 

O Brasil parou em março de 2020. As restrições sanitárias levaram a economia a um colapso inimaginável no século XXI. Comércios, indústrias e empreendimentos em geral pararam seus serviços e produções, e milhões de trabalhadores foram dispensados do trabalho presencial. Tudo para evitar aglomerações e diminuir os riscos de contágio do novo coronavírus. Aos 30 anos de idade, o jovem empresário do setor de transporte e logística Lucas Scapini enfrentou um dos maiores desafios profissionais na vida. E ele não titubeou. “Jamais cogitamos parar. Nosso serviço é crucial e indispensável para o abastecimento do país. Nossa missão é seguir abastecendo a sociedade e potencializando a nossa economia.”

Diretor Comercial do Grupo Scapini, uma das mais tradicionais transportadoras do sul do país, com 29 unidades em 10 estados brasileiros e também no Uruguai, Argentina e Paraguai, Lucas é um otimista por natureza. Neto do fundador da empresa, Diamantino Scapini, e filho do também empresário do ramo de transporte de cargas e hoje colega de diretoria, Ernani Scapini, o jovem empresário tem como marca particular a confiança. E ele sabia, de antemão, que as empresas de operações logísticas seriam ainda mais protagonistas no abastecimento da sociedade e na retomada da economia nacional.

Lucas ressalta que a empresa aplicou todos os protocolos sanitários para garantir a segurança dos motoristas, funcionários e clientes. Desde o primeiro momento, e também na condição de Diretor Efetivo do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística no Estado do Rio Grande do Sul (Setcergs), o empresário natural de Lajeado (RS) lutou pela classe para garantir benefícios aos motoristas. Entre as demandas, prioridade nos testes. “Os motoristas são verdadeiros heróis. Em média, cerca de 60% de toda a carga brasileira é transportada por esses profissionais da estrada. Se eles param, o Brasil também para”, resume. “E a nossa empresa não parou”, reforça.

Sobre o período de pandemia que assolou o mundo em 2020, o empresário avalia como algo passivo de desenvolvimento e aprendizado. “É um momento de muitas incertezas. E também é um momento de muitos desafios sendo expostos, e que nos exigiram e ainda exigem muito crescimento pessoal e profissional. Da mesma forma, as empresas cresceram de forma solidária e o espírito de ajuda envolveu a todos. Percebo que, apesar da distância, os profissionais buscaram um engajamento cada vez maior, com muitas metas sendo batidas apesar de toda a dificuldade pandêmica.”

Lucas também integra o Núcleo da COMJOVEM de Porto Alegre (RS), e recentemente ingressou na direção da Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Rio Grande do Sul (Fetransul). Para ele, os momentos de intensa crise comprovam que a presença de um líder se torna ainda mais essencial. “É o momento em que eles aparecem para organizar, acalmar, estimular a equipe, combater o pânico e elevar a atenção, posição fundamental para conseguir uma movimentação favorável frente à imprevisibilidade do cenário”, resume o empresário lajeadense.

Gestão aprimorada

Sobre o Grupo Scapini, Lucas salienta que foi crucial manter a atitude de liderança nos momentos de maior tensão desta pandemia. “Com certeza, aprimoramos muito nossa gestão nesse período, e fortalecemos ainda mais nossos profissionais com treinamentos. Não somente de prevenção ao novo coronavírus, mas principalmente de competências técnicas e de novas habilidades. E não podemos parar. Temos grandes desafios pela frente, com recessão e aumento de desemprego. Precisamos estar preparados e engajados com nossas empresas para que as tomadas de decisões sejam assertivas’’, explica.

Investimento em meio à crise

Perceber oportunidades em meio às crises é tarefa do bom empreendedor. E não foi diferente com Lucas Scapini. Diante do isolamento social, e com boa parte da população isolada nos próprios lares, o modelo de e-commerce foi acelerado na economia nacional. Impedidas de receberem um número maior de clientes presenciais, milhares de empresas passaram a atuar com a entrega a domicílio, reafirmando um novo nicho de negócios para as transportadoras. Diante deste cenário, o Grupo Scapini apostou e investiu na aquisição de veículos leves para aprimorar o chamado “last mile”.

“As empresas foram surpreendidas com a necessidade do e-commerce. E descobriram que não basta apenas selecionar os produtos para vender. É preciso fazer com que os itens cheguem ao cliente sem avarias e em um prazo competitivo. Diante disso, o empresário precisa de uma estratégia logística que passe tanto pelo estoque, com a necessária agilidade na separação e movimentação de produtos, como também na entrega. E o Grupo Scapini investiu em meio à pandemia para também atender a este nicho de mercado que cresceu de forma exponencial.”

“Primamos pela segurança”

Lucas é o mais jovem entre os demais diretores do Grupo Scapini, uma empresa que já possui mais de 40 anos de atuação no mercado de transporte nacional e internacional de cargas. Fundada em janeiro de 1977, e especializada em operações e soluções logísticas, é destaque no mercado pela excelência nos serviços de Transferência; Armazenagem; Inbound; Outbound; Cross Docking; Milk Run; Just in Time; Circuitos; Dedicado; E-commerce; Importação; Exportação; Operações de redespacho; Last Mille.

Hoje o trabalho do jovem empresário é fazer pulsar a frota que já conta com 540 equipamentos (veículos pesados, semipesados e leves) distribuídos em 29 unidades instaladas em 10 estados, além de três unidades internacionais: em Montevideo (URU), Buenos Aires (ARG) e Assunção (PAR). Para os próximos meses, ele anuncia a inauguração do novo Centro de Distribuição no município de Estrela (RS), em uma área de 60 mil metros quadrados, às margens da BR-386. E ele também faz questão de destacar os selos da empresa. Entre esses, cita as certificações SASSMAQ, ISSO 9001 e PGQP (Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade).

“Primamos pela segurança. Isso é essencial. Toda a nossa frota é 100% rastreada e cada veículo é equipado com quatro câmeras internas. Tudo para dar mais segurança aos nossos profissionais e clientes”, salienta. Ao falar da empresa, das conquistas e dos benefícios disponibilizados aos embarcadores, Lucas é pura empolgação. O jovem empresário demonstra um misto de paixão e orgulho ao falar do Grupo Scapini. Definitivamente, e uma característica dos bons líderes.  “Acima de tudo, somos uma empresa sólida e genuinamente familiar.”

Por Rodrigo Martini ♦ Foto: Divulgação ♦ Publicado na edição 49 da revista Gente que Faz

 



Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!







POSTS RECENTES

Image

Omega Construtora concretiza a inovação com sofisticação

Há mais de uma década à frente da Omega Construtora, Ricardo Althaus é um dos empresários do setor que vem apostando pesado em Lajeado “A cidade é um polo regional, em constante crescimento, com um estilo urbano, moderno e dinâmico. Agrega empresas de grande porte que se destacam no cenário econômico nacional e internacional, bem […]

LEIA MAIS
Image

Construtora Diamond, alto padrão nas diferentes etapas da vida

A migração para imóveis com um novo perfil vem sendo acompanhada de perto pelo diretor da Construtora Diamond, Gustavo Schmidt. Com uma empresa que ataca em diversas frentes do setor – loteamento, condomínio fechado, apartamentos, coberturas duplex – consegue dar as rápidas respostas que o mercado exige Exemplo disso é o lançamento do Diamond Prime, […]

LEIA MAIS
Image

Portas abertas para a qualidade de vida

A pandemia nos colocou diante de inúmeros desafios. Fato. Ato contínuo, também nos trouxe muitas reflexões. Com o pé no freio, lançamos um novo olhar para a relação que temos com a nossa casa. Com o nosso refúgio particular. Novas necessidades deram o start para um movimento migratório no mercado imobiliário: a busca por mais […]

LEIA MAIS