Areia como pó de talco, paisagens idílicas, águas cristalinas

As águas turquesas se estendiam até o horizonte e zarpamos nós numa manhã de terça-feira que ainda afaga nossos dias. Pela manhã, em mar tranquilo, deixamos a terra firme com a lancha da Océane, com cabelo ao vento e reggaeton aos ouvidos. Quanto mais navegavamos pela Baía de Trou d’Eau Douce desfrutando de suas águas cristalinas, mas tinhamos a certeza que os dias neste paraíso deixariam muita, muita saudade

Hora de responder ao chamado do Índico: todos foram convidados a mergulhar nas águas cristalinas com coletes salva-vidas e snorkel e interagir com corais e diferentes espécies de peixes. A bordo da lancha novamente, já estava servido o almoço com peixe fresco e frango grelhado, saladas e pão de alho, além de bebidas  à disposição.

Mar ainda mais adentro, alguns minutos depois somos convidados a trocar de lancha, para uma menor, e então a paisagem se transforma. Enquanto pássaros sobrevoam nosso barco e tentamos fotografar e filmar os macacos que nos espreitam dos galhos da floresta que nos abraça, deslizamos suavemente em direção à cachoeira de Grande Rivière Sud Est.

Ela é modesta em tamanho, mas a flora que a circula é encantadora, assim como as crianças de aldeias vizinhas que pulam da cachoeira nas lagoas borbulhantes e se somam ao paraíso.

Nossa próxima parada, após deslizar por uma floresta de mangue, é a Ile aux Cerfs, idílica em sua praia com águas calmas e rasa e areia tão branca e suave como talco. Houve quem estendeu sua canga ou toalha e se deliciou e sob a sombra das árvores se deliciou com a visão e som do mar, houve quem quis explorar a ilha a pé encontrando enseadas escondidas onde conchas do mar e ouriços prosperam em pequenas piscinas de maré, houve quem mergulhou neste raro mar.

E nosso passeio terminou tão bem quanto começou. Com ventos favoráveis, uma última bebida refrescante no trampolim da lancha, seguimos ao continente, onde as velas se apagaram e levamos conosco as memórias e imagens de uma experiência inesquecível.


OBSERVAÇÃO: O The Residence Mauritius organiza diversas atividades,  como passeio pela Baía de Trou d’Eau Douce, com direito a mergulho, à visão da cachoeira de Grande Riviére Sud Est e visita na Ile aux Cerfs.

http://www.theresidencemauritius.com


Publicado na edição 42 da revista Gente que Faz

Por Neiva Schneider

Imagens acervo próprio e divulgação



Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!







POSTS RECENTES

Image

Fundação Iberê realiza o primeiro leilão virtual

Vamos falar de arte e de paixão? Sim, porque para o Iberê Camargo, a arte sempre foi uma obsessão e tudo que fez, sempre foi com paixão. Pois nos dias 9 e 10 de setembro, a Fundação Iberê promove um leilão virtual de arte com obras de mais de cem artistas, o primeiro grande evento […]

LEIA MAIS
Image

Feliz com a vida no mar

Cadu Mayresse é arquiteto protagonista de arquitetura contemporânea de impacto. Ele assina o projeto da Casa do Mar, que apresentamos na edição 47 da revista Gente que Faz. Vem com a gente… Ela sempre teve predileção pelo verde e pelo turquesa.  Do mar é cativa, com sua família, quando o relógio marca o tempo de […]

LEIA MAIS
Image

O paraíso Ponta dos Ganchos reabre

Com a exclusividade de sempre e a segurança que o momento pede, o resort Ponta dos Ganchos retoma as atividades Neste contexto de muito resguardo e cautela, o Ponta dos Ganchos Exclusive Resort convida para um respiro em meio à natureza, um momento de reconexão nas belas paisagens da Baía de Ganchos, em Santa Catarina. […]

LEIA MAIS