Questão de pele, com Dóris Hexsel



 

 Diretora médica das Clínicas Hexsel de Dermatologia, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre, Pesquisadora e Investigadora Principal do Centro Brasileiro de Estudos em Dermatologia, a médica dermatologista Doris Hexsel ensina como cuidar da pele com excelência – e o que não se deve fazer, sob pena de maltratá-la

Dra Doris

Dóris Hexsel

 Diariamente, o trabalho da médica dermatologista Doris Hexsel é pesquisar e estudar novos produtos e procedimentos que garantirão a pele de pêssego de seus milhares de clientes espalhados pelo país. Em suas clínicas, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre, Doris recebe, nesta época do ano, gente interessada, sobretudo, em renovar a pele para o tempo frio.

Portrait of Fresh and Beautiful woman with flower isolated on white

“Neste período, os procedimentos mais procurados são os peelings, a terapia fotodinâmica, os lasers e as fontes de luzes, que requerem afastamento do sol depois de sua realização”, informa. “Os peelings químicos ainda são muito utilizados para o rejuvenescimento da pele e para o tratamento de manchas.” Mas atenção: a escolha do peeling deve ser feita pelo dermatologista, pois os peelings podem ser superficiais, médios ou profundos. Já a terapia fotodinâmica é essencialmente utilizada para tratamento de lesões pré-cancerosas, como ceratoses actínicas. “A novidade é que esse tipo de procedimento, anteriormente feito com uma luz especial, agora pode ser realizado com a luz do dia, chamada de Day Light PDT.” Detalhe: a terapia fotodinâmica com a luz do dia é menos dolorosa, tem menor custo e apresenta os mesmos resultados para ceratoses actínicas que a terapia fotodinâmica convencional.

Na seara dos lasers, há uma enorme variedade à disposição, para diversas finalidades. “O laser Acroma™ melhora as manchas de pele, como o melasma, as efélides (sardas) e as melanoses solares, além de estimular a produção de colágeno, fazendo o efeito conhecido por laser toning”. Tanto os lasers fracionados não ablativos (Fraxel™, Pixel™) como os ablativos (laser CO2) melhoram a textura da pele e produzem um estímulo maior à produção de colágeno que as tecnologias citadas anteriormente. “Esses lasers são os mais indicados para melhora da profundidade das rugas e das cicatrizes de acne.” Quanto às fontes de luz, a Luz Intensa Pulsada (LIP) é a mais utilizada para melhorar manchas e vasos dilatados e estimular a produção de colágeno. “Já o laser diodo para depilação deve ser usado somente quando o bronzeado sair”, assinala Doris. Uma novidade é a radiofrequência fracionada, que trata a pele também de forma fracionada, como os lasers, e apresenta resultados semelhantes ou até melhores no caso de cicatrizes, além de ter um custo mais acessível e um pós-operatório com menos inchaço e vermelhidão.

 

Frequentadora assídua de congressos mundo afora, Doris destaca algumas novidades vistas ultimamente. O Ácido deoxicólico, recentemente aprovado pelo FDA nos Estados Unidos, é usado para tratar os depósitos de gordura localizada submandibulares – a popular papada. São feitas injeções diretas para “derreter” a gordura. Os Fios de sutura Silhouette® melhoram o contorno facial – pelo menos dois fios são colocados em áreas estratégicas da face, com o objetivo de tracionar a pele, melhorando a flacidez. O microagulhamento, já bastante utilizado, agora vem com drug delivery, a aplicação de produtos imediatamente após o procedimento, garantindo maior permeabilidade da pele lesada pelas microagulhas. “Essa técnica vem sendo utilizada rejuvenescimento e melhora da flacidez e textura da pele e, também, para indução de crescimento de cabelos em casos de alopecia androgenética, a calvície”, diz.

Entre os equipamentos recentemente lançados, alguns apresentam bons resultados para melhorar o contorno corporal, a flacidez e a celulite, que Doris destaca. O Zerona™ atua na redução de medidas com a tecnologia de low level laser therapy (LLLT), um laser de baixa intensidade que atua através da formação de poros na membrana das células de gordura, promovendo a eliminação do conteúdo armazenado nas células. “Por ser um laser frio, de baixa intensidade, é indolor e não provoca danos a epiderme. São realizadas três sessões semanais por um período de três semanas, totalizando nove sessões”, adianta. A técnica Subcision® não é novidade, mas há novas maneiras de utilizá-la. Ela confere resultados muito eficazes na eliminação dos famosos “furinhos” da celulite. “Trata-se de um procedimento cirúrgico ambulatorial, simples e efetivo, recomendado para as depressões da celulite. É realizado sob anestesia local e deve ser feito por médico experiente”, sublinha a dermatologista. Consiste na introdução de uma agulha com ponta cortante abaixo da pele das lesões deprimidas, com a finalidade de cortar os septos fibrosos subcutâneos que tracionam a pele. “É recomendada para as lesões deprimidas da celulite, sendo que todas as lesões apresentam melhora significativa, mesmo com um procedimento. Mas algumas pacientes requerem mais de um tratamento, seja pelo grande numero de lesões ou pela profundidade das mesmas. Os resultados podem ser observados um mês após o tratamento.” Já a Cellulaze™ faz uma Subcision® “a laser” que aquece e queima a gordura nos locais afetados. Além disso, a ação do calor promove uma melhora na flacidez da pele – mas este procedimento ainda não está disponível no Brasil. Doris cita também a Sculptra®, um preenchedor à base de ácido poli-l-láctico, que estimula a produção de colágeno. “O produto é aprovado no Brasil desde 2005, com bons resultados em indicações faciais, onde era usado para dar mais volume as “maçãs” do rosto. Entretanto, recentemente está sendo utilizado em indicações corporais, especialmente em flacidez de pernas, braços e abdômen.”

cuidados com a pele_shutterstock E, em termos gerais, no dia a dia, quais os conselhos de Doris Hexsel para os cuidados da pele? “Em primeiro lugar, entregue sua pele a um especialista. No site da Sociedade Brasileira de Dermatologia (www.sbd.org.br) é possível conferir se seu médico é especialista certificado em Dermatologia. Basta você digitar o estado e a cidade, a lista dos verdadeiros especialistas aparecerá na sua tela.” Fora, isso, claro, aqueles cuidados que todo mundo sabe mas nem sempre faz. “O uso de filtro solar, aplicado pela manhã e reaplicado no início da tarde, é indispensável. Em caso de exposição prolongada ao sol, como em praias, piscinas, o filtro deve ser reaplicado a cada duas horas.” Outra opção para proteção solar é o uso de chapéus com tecidos desenvolvidos especificamente com fator de proteção solar. E o fator de proteção solar deve ser alto – acima de 50 – especialmente quando a pele for clara.

Doris Hexsel lembra que a pele é um órgão protetor do corpo, representando uma verdadeira barreira entre o nosso organismo e o ambiente externo. Sendo um verdadeiro tecido e podendo ser comparada a uma roupa que reveste o nosso organismo, a pele está sujeita às impurezas e às condições climáticas, que podem agredi-la e ressecá-la. “Recomendo gastar pelo menos cinco a dez minutos do seu dia para realizar uma limpeza cuidadosa da pele. O dermatologista pode orientá-lo para a utilização de produtos com pH adequado e hidratantes específicos para seu tipo de pele”, enfatiza. Qualquer alteração na pele deve ser avaliada por um dermatologista assim que aparecerem. E como uma alimentação saudável e a ingestão de água são recomendadas para o bom funcionamento de todo o organismo, uma dieta saudável, com ingestão adequada de líquidos, também atua positivamente na saúde da pele, o maior órgão de nosso corpo.

Doris não recomenda confiar a saúde a uma pessoa leiga ou a um médico com formação duvidosa nem o uso de preenchedores definitivos, como os metacrilatos, conhecidos como bioplastia, nem na face nem no corpo, pela incidência de eventos de difícil tratamento. “Hoje em dia existem produtos de permanência temporária, degradados naturalmente por nosso organismo e com ótimo perfil de segurança e eficácia”, sugere. E sentencia: ”todas as mulheres devem procurar um dermatologista para prevenir a flacidez e tratá-la, assim que ela der seus primeiros sinais”. Fica a dica.

Matéria publicada na edição 29 da revista Gente que Faz

Por Andréa Lopes

Fotos divulgação

Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!




POSTS RECENTES

Image

Zico apita para solidariedade

Endeusado especialmente por japoneses e flamenguistas, o Galinho de Quintino é um dos maiores nomes do futebol brasileiro. E, mesmo após a aposentadoria, dedica-se aos projetos sociais e jogos beneficentes, como uma forma de retribuir do que o esporte lhe deu Lajeado recebeu, em dezembro, a segunda edição do Craques Solidários. Criado em 2016, a […]

LEIA MAIS
Image

Claus e Vanessa: sem medo de amar, ousar e ser feliz

Juntos há 17 anos, tanto na carreira como partilhando uma vida em comum, Claus Fetter e Vanessa Marques são donos de uma trajetória de sucesso por onde deixam os acordes de suas músicas, quer seja nos palcos de grandes shows ou tocando em casamentos, formaturas e feiras Tudo começou lá em 2001, quando se conheceram […]

LEIA MAIS
Image

Casos de colesterol alto podem ter origem familiar

Mapeamento genético da doença será um dos temas abordados em simpósio na Capital gaúcha, neste sábado (19/5) Eventualmente provocado por maus hábitos alimentares, o colesterol alto também pode ter influência no histórico familiar, conhecida como dislipidemia poligênica. No entanto, a cada 300 indivíduos no mundo, um possui a doença em virtude da herança genética direta. Isso ocorre quando o pai carrega consigo um dentre seis genes […]

LEIA MAIS