No surf, ela encontra a estratégia



PeugeotSDA16_0811_ALTA-177CEO no Brasil, acelera em território masculino

 Com uma carreira galgada no rigor e coerência, Ana Theresa Borsari é a primeira diretora brasileira da Peugeot no país e a única mulher presidente da companhia no mundo. Aos finais de semana seu caminho é o litoral paulista, quando cruza estradas com uma prancha de surf rumo à sua terapia. “Além de um momento com a minha família, de certa forma o surf é muito estratégia, porque você sempre precisa olhar não só a melhor onda, mas se adaptar às condições ao seu redor”, afirma ela à Gente que Faz.

Há mais de um ano à frente das operações nacionais, tem obtido bons resultados em suas estratégias para driblar a forte crise econômica que o país enfrenta e manter a marca longe da disputa de preços do mercado.

O universo corporativo sempre atraiu Ana Theresa Borsari, que decidiu ser advogada pelo bem que poderia proporcionar às pessoas e encontrou na Peugeot os valores certos para exercer o que aprendeu. Dentro da companhia trilhou uma carreira muito bem-sucedida. Formada pela USP, trabalha na Peugeot desde 1995. Passou por vários postos na operação brasileira até 2010, quando deixou o cargo de diretora de marketing no País para iniciar carreira internacional. Foi responsável pela coordenação comercial no sul da Europa e a primeira mulher a comandar uma unidade do Grupo PSA no mundo, quando foi diretora geral das marcas Peugeot e Citroën na Eslovênia. Desde 2013, dirigia a marca no sudoeste da França, região com mais de 150 concessionárias.

Sabe da representatividade de ocupar um cargo de alto poder em uma indústria que por muito tempo foi considerada ‘território masculino’. “Sei que há muitas mulheres que almejam alcançar um cargo de liderança, mas também sei que há homens na mesma situação. Para mim, o que vem primeiro é a minha satisfação pessoal de ter conseguido, com meu trabalho, representar uma marca tão importante em todo o mundo.” Ser líder numa empresa que acreditou na profissional e deu oportunidades incríveis, é realizador.

PeugeotSDA16_0811_ALTA-185

Não ter dado importância para as questões de diferenças de gênero conferiu maturidade para Ana lidar com a rotina da indústria automobilística de forma natural. “Eu sou a Ana Theresa Borsari dentro e fora da empresa e nunca precisei me provar por ser mulher. Acho que até o contrário. Meu olhar feminino, por ser ‘diferente’, se tornou uma força para a marca.” Inquieta por natureza, sempre conquistou seu espaço. É uma profissional cheia de responsabilidades e não apenas uma mulher de negócios. “Nunca trabalhei para provar que como mulher era capaz. Trabalhei porque essa era a minha função, pura e simplesmente”, finaliza.

Um dos principais pontos de personalidade para trabalhar com Ana Thereza é o rigor. Existem dois pilares fundamentais em sua equipe. “O primeiro é a coerência, porque a criatividade muitas vezes faz com que percamos o foco, e o outro é rigor.” Sem eles, acredita que não ser possível colocar a máquina para funcionar no nível de eficiência necessário para qualquer contexto.

Os traços profissionais e pessoais são muito próximos em sua personalidade. Iniciou a carreira muito jovem, aos 17 anos, e se tornou mulher e profissional ao mesmo tempo. Adaptar alguns pontos é necessário, mas a mulher, mãe e esposa conversa muito com a executiva. “Trago a persistência, o olhar atencioso e analítico e até algumas manias, como o pragmatismo, da minha casa para o trabalho e algumas características acabo levando do trabalho para casa, como objetividade e a forma de encarar as coisas de forma processual.”

O traço mais forte de sua personalidade é a persistência em atingir o melhor resultado, no menor tempo possível. “Essa sou eu em todos os âmbitos da vida.” Isto se reflete inclusive em seu hobbie, o surf. Mesmo sendo um momento com a família, de certa forma ele também exige estratégia, porque é necessário, além de buscar a melhor onda, adaptar-se às condições ao seu redor.

Marca com valor

Antes mesmo da crise financeira começar no Brasil, a Peugeot iniciou seu reposicionamento de marca no Brasil. Graças a isso, hoje estão afastados da guerra de preços. “Hoje, já colhemos o resultado dessa estratégia: a marca cresceu em participação, apesar do momento delicado do mercado.” Ana Thereza afirma que na crise o consumidor tende a ficar mais racional e procura o melhor custo e benefício na hora da compra.

Nesse sentido, a marca conquistou um espaço no mercado, porque além de entregar carros com altíssima qualidade, motor econômico e design exclusivo, garantem a entrega de taxas mais flexíveis, condições de compra mais justas e taxa zero. O objetivo é entregar a melhor oferta ao consumidor, na melhor rede, com o melhor atendimento ao consumidor dentro das melhores condições de pagamento.

Atenta à preocupação cada vez maior com o meio ambiente, a Peugeot oferece muitas tecnologias relacionadas aos cuidados com a natureza, como por exemplo o lançamento do Peugeot 208 equipado com o motor Puretech 1.2 de três cilindros. “Graças a essa nova motorização, temos hoje o carro mais econômico do Brasil segundo o Inmetro.”

Outra preocupação é ampliar constantemente a utilização de “matérias-verdes” nos carros, além de oferecer, em nível mundial, soluções de mobilidade de 2, 3 ou 4 rodas há mais de 200 anos. As novas tecnologias também estão a serviço da segurança, com ampla disponibilização de equipamentos de série em toda a gama de produtos. Hoje, 100% da frota conta com no mínimo 4 airbags de série.

A Peugeot em 2017

Conforme Ana Thereza anunciou no Salão Internacional do Automóvel, para o primeiro semestre do ano que vem será lançado o novo 3008, que consolida, ao lado do 2008, a gama da Peugeot no território dos Utilitários Esportivos. A novidade é um autêntico SUV: robusto, versátil, e com um estilo arrebatador, que reúne os mais recentes códigos estéticos da marca

Porém, mais que novos modelos, a Peugeot reafirma um compromisso de qualidade com o consumidor. Para isso, lançaram, também no salão do automóvel de São Paulo, o Total Care, uma plataforma de compromissos entre a marca e os clientes.  Ele será a referência no mercado em política de pós-vendas e retrata a confiança na qualidade dos produtos e serviços prestados pela rede.

A Peugeot tem a maior frota de carros reserva à disposição dos clientes. “São mais de 1000 veículos que têm como objetivo manter a experiência da marca sempre viva, mesmo quando o carro passa por um reparo.” Além disso, passaram a oferecer aos clientes 8 anos de assistência 24 horas gratuita para quaisquer casos de colisão ou pane. E isso não se limita aos novos clientes. Quem tem um automóvel a partir de 2009, independente se for ou não o primeiro dono, se realizou ou não as revisões, pode contar com o benefício. É um total de 500.000 clientes beneficiados.

O programa Renova, um dos melhores sistemas de recompra de automóveis do mercado, onde o cliente da marca tem a garantia de valorização na recompra do seu usado e pode, a cada três anos, estar sempre com um “zero quilômetro” na garagem é outra das apostas certeiras da diretora frente a uma  das marcas mais fortes da indústria automobilística.

Publicado na edição 32 da revista Gente que Faz

 

Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!




POSTS RECENTES

Image

Zico apita para solidariedade

Endeusado especialmente por japoneses e flamenguistas, o Galinho de Quintino é um dos maiores nomes do futebol brasileiro. E, mesmo após a aposentadoria, dedica-se aos projetos sociais e jogos beneficentes, como uma forma de retribuir do que o esporte lhe deu Lajeado recebeu, em dezembro, a segunda edição do Craques Solidários. Criado em 2016, a […]

LEIA MAIS
Image

Claus e Vanessa: sem medo de amar, ousar e ser feliz

Juntos há 17 anos, tanto na carreira como partilhando uma vida em comum, Claus Fetter e Vanessa Marques são donos de uma trajetória de sucesso por onde deixam os acordes de suas músicas, quer seja nos palcos de grandes shows ou tocando em casamentos, formaturas e feiras Tudo começou lá em 2001, quando se conheceram […]

LEIA MAIS
Image

Casos de colesterol alto podem ter origem familiar

Mapeamento genético da doença será um dos temas abordados em simpósio na Capital gaúcha, neste sábado (19/5) Eventualmente provocado por maus hábitos alimentares, o colesterol alto também pode ter influência no histórico familiar, conhecida como dislipidemia poligênica. No entanto, a cada 300 indivíduos no mundo, um possui a doença em virtude da herança genética direta. Isso ocorre quando o pai carrega consigo um dentre seis genes […]

LEIA MAIS