Medicina Estética: preenchimentos conquistam espaço e RS vira referência no assunto

 

Técnicas definitivas de preenchimento tem chamado a atenção de pacientes de todo o Brasil

            Que os procedimentos estéticos estão sempre em alta, todo mundo sabe, mas uma técnica diferenciada e ainda pouco comum no Brasil vem chamando a atenção de pacientes de todo o país. Estamos falando da Bioplastia, um procedimento definitivo minimamente invasivo que promete resultados naturais e satisfatórios. O responsável por tornar o Rio Grande do Sul referência no assunto é o Dr. Túlio Souza, médico formado pela Universidade Federal de Santa Maria que já conta com 10 anos de experiência no assunto.

Dr. Túlio Souza

A Bioplastia é um preenchimento que pode ser reparador ou estético. É possível realizar o procedimento em alguns pontos da face, a fim de tornar o rosto harmonioso, valorizar o que o paciente tem de melhor e corrigir algumas falhas no nariz, queixo, mandíbula e etc. O Ministério da Saúde apoia e financia o procedimento para pacientes portadores do vírus HIV que sofrem de lipodistrofia, perda de massa muscular e tecidos causados pela doença. Para Túlio, os preenchedores vem para somar dentro da medicina. “É possível alcançar resultados excelentes minimamente invasivos já que o procedimento não tem cortes, pode ser feito em consultório e a recuperação é rápida”, ressalta.

E o queridinho das mulheres? O preenchimento de glúteos é o procedimento mais procurado. Com ele é possível dar forma, volume e simetria ao bumbum mantendo a aparência natural. “O preenchedor é imperceptível ao toque, não se desloca de uma região para a outra e é definitivo, não sendo absorvido pelo corpo”, esclarece. Flavia Dall Agnol, 25 anos, recorreu ao preenchimento em busca de mais autoestima. “Sempre malhei e mantive um corpo esteticamente em dia, mas sentia falta de harmonia nas proporções. Recorri ao procedimento para me sentir mais feliz e bonita. O resultado ficou melhor do que eu esperava”, destaca.

O procedimento ainda é polêmico no país. O produto utilizado, chamado de PMMA (polimetilmetacrilato), é um preenchedor que pode trazer complicações se não for utilizado da forma correta. Pensando nisso, Túlio decidiu liderar um estudo científico a fim de avaliar a segurança do produto a curto e longo prazo. “Há muitas discussões dentro da medicina sobre o PMMA. Decidi criar um estudo para comprovar que o que eu faço diariamente é seguro aos meus pacientes”. O artigo científico, publicado na Revista Americana de Cirurgia Plástica, avaliou mais de 87 mil casos de Bioplastia no Brasil e após três anos de análise e pesquisa, a conclusão é que o procedimento é seguro em 99,9% dos casos, mas atenção: somente se feito com a técnica correta e cuidados essenciais. “Vemos muitos casos de complicações tanto de procedimentos clandestinos, como de próprios médicos que não dominam a técnica ou não tomam os devidos cuidados. Minha luta é por procedimentos seguros e satisfatórios aos pacientes”, ressalta.

Há 4 anos, Túlio divide o tempo entre consultas, procedimentos, cursos e workshops para outros médicos. O objetivo é passar adiante o conhecimento que adquiriu após aprender com os criadores da técnica no mundo, dentre eles o médico  alemão Gottfried Lemperle. “É meu dever como médico dividir o meu conhecimento com outros profissionais para que os índices de complicações por procedimentos mal feitos sejam minimizados e os pacientes possam ter mais segurança. É preciso saber diferenciar procedimentos clandestinos de estudos e experiências dentro da medicina”, completa.

                       Flávia pesquisou diversos profissionais até decidir realizar o procedimento. Para ela, é super válido recorrer a medicina para agradar a si mesmo e não a padrões estéticos, mas tudo isso precisa ser feito com segurança. “O mais importante é buscar um profissional capacitado, pois a nossa saúde está acima de tudo. Se não pesquisar, o sonho de ter um corpo bonito pode virar uma frustração terrível”, destaca. Para ela, não tem preço acordar todos os dias se sentindo uma pessoa melhor e é exatamente isso que faz com que Túlio siga se dedicando a essa área.  “É uma maneira incrível de ajudar as pessoas a se aceitarem e a estarem mais seguras de si”, completa.

Já a mudança física dos pacientes não é nada perto da transformação e realização pessoal que eles passam. “O mais recompensador é ver o quanto lhes faz bem estar mais próximo daquilo que cada um considera beleza. O ganho de autoestima e autoconfiança faz com que a estética modifique a vida dessas pessoas para o lado do bem. Esse é o motivo principal de eu amar o que eu faço”, conclui. Flávia assina embaixo e ressalta: “a mulher que se ama não aceita nada menos do que o melhor para si”.

Colaboração: Luisa Bergonci



Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!







POSTS RECENTES

Image

Nasce uma estrela Michelin em Courchevel

Cidade ícone da gastronomia nos alpes franceses, Courchevel recebe uma nova estrela do Guia Michelin Courchevel, já reconhecida mundialmente pela variedade de sua gastronomia e por ser o complexo de ski com maior número de estrelas do Guia Michelin em nível global, acaba de receber mais uma. A detentora do novo título é o Le […]

LEIA MAIS
Image

Discretas e notáveis, Luiza e Carolina Garrastazu jogam um bolão na arquitetura e no decor

Elas são irmãs, lindas, mães de meninos e constroem para famílias globetrotters.  Jogam um bolão, na arquitetura. A lista de clientes de Luiza e Carol Garrastazu conta com diversos nomes do futebol , além de empresários e profissionais liberais na esfera do sul.  Aprovam projetos e ideias por whatsapp com interlocutores na China, na Rússia, […]

LEIA MAIS
Image

Os destinos mais tranquilos para quem está tentando fugir da folia de Carnaval

Levantamento do KAYAK aponta 10 destinos nacionais e na América Latina para os brasileiros que preferem curtir um Carnaval cheio de sossego O Carnaval está chegando, um dos feriados mais esperados pelos brasileiros, e é época de viajar com a família, com os amigos, tirar o glitter da gaveta, preparar a fantasia e aproveitar os […]

LEIA MAIS