Eduarda Galvani, como num filme

Ela veste protagonistas! Ela escreve histórias com detalhes e com dedicação. Os mais finos tecidos são seu playground. Suas costuras trazem entrelinhas de magia. Seus vestidos são obras de arte. Eduarda Galvani representa o exercício jovem, chique e muito bem equilibrado na alta costura gaúcha

Abre-se a porta para o mundo mágico de Eduarda Galvani e sobressai-se, ao primeiro olhar, sua sensibilidade. Sua delicadeza contrasta com a energia que a move. Ao conhecer seu atelier na capital gaúcha, logo entendi a ternura de sua personalidade e o perfeccionismo de suas criações. A debutante que aos 15 anos desenhou seu primeiro vestido e que também desenhava vestidos para amigas, herdou da avó Celina Bona, que comandou um atelier de tingimentos de tecidos finos e hoje trabalha com a neta, a meticulosidade do detalhe.

Eduarda Galvani e a avó Celina Bona

Com a paixão pela moda no seu DNA, Eduarda cruzou o Atlântico e foi estudar moda em Londres. Retornou, por 4 anos fez parte do time de criação das Lojas Renner e em 2014 , lançou sua primeira coleção de alta costura, Le Reve, inspirada na estética da mulher parisiense dos anos 50 e New Look Dior, com tecidos nobres tingidos a mão, rendas de matizes incomuns, pedrarias e técnicas francesas de modelagem. Para enfatizar os traços sofisticados foram utilizados tecidos como cetim Chanel, cetim Duchese, chiffon e georgette de seda, harmonizados com rendas Chantilly, Soutache e tule francês para looks de noiva e moda festa. Eduarda encantou o mercado de alta costura e atraiu holofotes!

Muitos bordados e rendas se passaram e veio a coleção Jardin du Luxemburg, traçando um novo caminho de inovação e estética da marca. Flores foram bastante usadas como inspirações para bordados 3D, bordados de linhas e bordados de flores boleadas em diversos tamanhos em vestidos de silhueta marcada e saias rodadas. Sofisticação, romantismo e delicadeza, palavras importantes no DNA da marca, foram retratadas principalmente nos materiais e aviamentos escolhidos. Rendas francesas exclusivas trazidas do próprio país compuseram a coleção. Milhares de cristais e pérolas tingidas manualmente pela equipe comandada pela avó da estilista, além do tom avermelhado que mais uma vez foi produzido no próprio atelier. Claudia Bartelle participou da campanha de lançamento da coleção, que foi divina!

Quando não está em seu charmoso atelier na capital gaúcha ou atendendo clientes em São Paulo, com certeza está conferindo passarelas e destinos internacionais, pois a moda é sua paixão!

https://www.facebook.com/eduardagalvaniatelier/



Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!







POSTS RECENTES

Image

Luxo natural: a beleza que Débora Ioschpe põe à mesa

O universo das pedras sempre esteve presente na vida de Débora Ioshpe. Admirada pela história que trilhou no design autoral com joias, estilo para ela sempre foi ter conteúdo, fato talvez fruto de toda sua vida de elaborações, realizações e singularidade. Já na infância ela fazia suas bijouterias, enquanto todas as amigas brincavam de boneca, […]

LEIA MAIS
Image

Bebidas de verão: cerveja ou vinho?

Um dos prazeres do verão é degustar uma bebida refrescante, apreciando seus aromas e sabores. A experiência pode se tornar ainda melhor se você encontrar a harmonização ideal com aperitivos ou pratos que mais agradam seu paladar. Confira algumas dicas na linha de cervejas artesanais e vinhos indicados para a estação Nesta época do ano […]

LEIA MAIS
Image

Casa Cor RS 2019 será no antigo Hospital da Criança Santo Antônio

  CASACOR RS apresenta nova sede para arquitetos convidados Antigo Hospital da Criança Santo Antônio será será revitalizado para receber a edição 2019 da mostra A diretoria da CASACOR RS realizou na última quarta-feira, dia 23 de janeiro, o Open House CASACOR 2019, encontro anual direcionado a profissionais convidados da arquitetura, decoração e paisagismo. Cerca […]

LEIA MAIS