Gisele Bündchen além das passarelas



Do interior do Rio Grande do Sul, desponta a Übermodel que virou fenômeno na passarela. Mas La Bündchen ensina uma nova moda: responsabilidade com o planeta. Ela e seu pai se tornaram “missionários” do meio ambiente. Comandam o Projeto Água Limpa para despoluir o rio de Horizontina em sete anos.

Beautiful-Gisele-Bundchen-Wallpapers-HD-1600x1200

A modelo Gisele Bündchen é modelo de ambientalista. E não está sozinha na batalha. Tudo começa em Horizontina, município do noroeste do Estado, onde ela nasceu. Ali uma família, em razão da beleza fenomenal da filha, ganhou projeção nacional e, em decorrência da popularidade, arregaçou as mangas por uma causa: salvar a água, um patrimônio limitado da humanidade.  Nome da missão: Projeto Água Limpa.

A Übermodel que brilha no mundo da moda, Gisele Bündchen, há muito tempo tem demonstrado que o conteúdo sintoniza com sua beleza.  No leme do Projeto Água Limpa, Gisele despertou interesse para a importância da preservação da natureza e da convivência harmônica e sustentável. A preocupação com a questão ambiental virou objeto de frequentes questionamentos nas reuniões da família Bündchen.

Quem conta o sacerdócio à natureza é o pai da modelo, Valdir Bündchen. Ele concedeu entrevista à reportagem e falou do apego das filhas à natureza.

Sociólogo e com o dom da palavra, Valdir é coordenador do projeto iniciado pela família há dois anos e meio. Aos 62 anos, preocupa-se com a atuação da sociedade civil na implementação de políticas públicas ambientais.  Valdir comunica-se com a mesma facilidade com a qual a filha desfila. Para a família, não escapou despercebida a situação. Gisele, como figura pública, teve sua imagem utilizada para chamar a atenção para assuntos além da maquiagem e moda: está inspirando pessoas a adotarem condutas ecologicamente corretas.

IMG_0028-2 - ALta

O pai de Gisele conta que a família sempre esteve ligada à natureza. Horizontina é um município arborizado. Ali as pessoas se conhecem pelo nome. A paisagem pastoril é pano de fundo das conversas entre vizinhas e cenário de relações românticas. Cascatas, rios e riachos ajudam a compor o retrato local. “Em 2005 a Gisele visitou os índios. Esse projeto é extensão das ideias dela. A ideia nasceu em 2006, mas levou alguns anos para ser colocada em prática.”

Em 2008, o Projeto Água Limpa foi oficialmente lançado com membros da família Bündchen presentes. Missão: recuperar as microbacias dos Lajeados Pratos e Guilherme, nos municípios de Horizontina e Tucunduva.  No começo, a equipe julgou que o trabalho seria simples, mas, em pouco tempo, percebeu que o desafio seria árduo. “Com o tempo, descobrimos que, para despoluir o rio Lajeado Pratos, era preciso trabalhar em quatro pilares.” Reflorestar, evitar o assoreamento, conscientizar a população e retirar o lixo.

O trabalho do projeto exige um envolvimento permanente da família, tanto que o patriarca fez um escritório dentro da casa onde criou a família, além de uma Sala Verde para ensino de preservação ambiental. Lá são realizados treinamentos e aulas sobre o meio ambiente. O sociólogo virou ambientalista e se orgulha de levar a causa na carona do prestígio da filha. A família que se sentiu cobrada pela sociedade por ter uma figura pública no clã está desenvolvendo um projeto poderoso. “O governo faz marketing com a preservação do meio ambiente, mas na prática as ações são inexistentes”, constata seu Valdir.

Gisele Plantando Naretto Junior

Top acompanha pela internet

O assoreamento, desmatamento e mau uso do solo com técnicas agrícolas arcaicas são decorrência da má educação dos habitantes, sobretudo daqueles que moram às margens de rios e em zonas ribeirinhas.  Para Valdir, cada um tem o seu tempo para aderir e se conscientizar da necessidade de preservar o meio ambiente.

O Projeto Água Limpa fez um levantamento e constatou que o Rio Grande do Sul possui 1,6 mil microbacias como a do Lajeado Pratos. O projeto dos Bündchen deve servir de exemplo para outras iniciativas públicas ou privadas e está descrito no blog com dicas, notícias e balanço das atividades.

Na página está também o site oficial de Gisele e seu blog. “No blog a gente compartilha tudo que está sendo feito aqui em Horizontina. É de domínio público e está aí para ser visto e copiado”, salienta Valdir.

Gisele acompanha o projeto de perto através da internet. Ela é quem fornece os recursos necessários para tocar a iniciativa.  Atualmente um investimento de 140 mil reais ao ano. “Se cada um estiver consciente de seus atos e colocar em prática ações sustentáveis no dia a dia, teremos a certeza de que estamos fazendo, pelo menos, o mínimo que está ao nosso alcance”, comenta a modelo, em seu blog, dedicado ao altruísmo. “A moda é ser responsável” é o mote da página.

De vento em popa

O início de qualquer projeto evoca incerteza. Assim foi com o Água Limpa. Por Gisele ser figura pública, havia o temor de que qualquer equívoco poderia arranhar sua imagem.

Menos de três anos depois, o tempo mostrou o contrário. O projeto já está funcionando de vento em popa. Mas há muita água pela frente. “Embora o dever de casa esteja sendo feito, vamos levar um pouco mais de tempo do que imaginávamos no início. Acreditamos que serão necessários pelo menos sete anos para despoluir o nosso rio”, projeta Valdir.

Para os que ainda não se deram conta da importância da preservação, ele cita um pensamento de Edgar Mohan: “Precisamos criar um novo pensamento com uma nova visão e com ele desenvolver uma nova cultura, o desenho de um novo homem, preocupado com a natureza, com a justiça social, com a sustentabilidade e com noções claras do que seja cidadania”.

Saiba mais

– Projeto Água Limpa, que tem como objetivo devolver qualidade à água do Lajeado Pratos, o rio que banha Horizontina (RS), cidade natal da modelo, localizada a 496 km de Porto Alegre.

– Valdir Bündchen, pai da modelo que comanda o água Limpa.  Ele projeta que levará sete anos para que a água potável seja recuperada.

-Gisele criou um blog verde e acompanha as ações do pai pela internet. É ela quem financia o projeto, mas é o pai quem o toca em Horizontina. A família de Gisele mora entre as árvores porque não só abraça mas também incorpora a causa ambiental.

Acesse

O Projeto Água Limpa quer propor uma mudança de cultura na população. As informações estão no endereço: projetoagualimpa.org.br

Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!




POSTS RECENTES

Image

Zico apita para solidariedade

Endeusado especialmente por japoneses e flamenguistas, o Galinho de Quintino é um dos maiores nomes do futebol brasileiro. E, mesmo após a aposentadoria, dedica-se aos projetos sociais e jogos beneficentes, como uma forma de retribuir do que o esporte lhe deu Lajeado recebeu, em dezembro, a segunda edição do Craques Solidários. Criado em 2016, a […]

LEIA MAIS
Image

Claus e Vanessa: sem medo de amar, ousar e ser feliz

Juntos há 17 anos, tanto na carreira como partilhando uma vida em comum, Claus Fetter e Vanessa Marques são donos de uma trajetória de sucesso por onde deixam os acordes de suas músicas, quer seja nos palcos de grandes shows ou tocando em casamentos, formaturas e feiras Tudo começou lá em 2001, quando se conheceram […]

LEIA MAIS
Image

Casos de colesterol alto podem ter origem familiar

Mapeamento genético da doença será um dos temas abordados em simpósio na Capital gaúcha, neste sábado (19/5) Eventualmente provocado por maus hábitos alimentares, o colesterol alto também pode ter influência no histórico familiar, conhecida como dislipidemia poligênica. No entanto, a cada 300 indivíduos no mundo, um possui a doença em virtude da herança genética direta. Isso ocorre quando o pai carrega consigo um dentre seis genes […]

LEIA MAIS