A tecnologia a favor de quem tão bem nos faz



Iniciativas arrojadas de empreendedores dão mostras que já se foi a época em que “Um dia de cão” significava algo chato ou sofrido, como no filme protagonizado por Al Pacino

PetsWelcome

Pets são, hoje, membros da família. Cães e gatos ganham agrados constantes e donos não medem esforços para deixá-los felizes. Prova disso é que entre 2013 e 2014 esse mercado cresceu 72% no mundo. Mas os cuidados com os bichinhos vão além da rotina de banho e estética.

Tanto a prevenção quanto tratamento de doença em animais de estimação evoluíram nas últimas décadas. O administrador Gláucio Bizarro Coutinho e a veterinária Luciani Maria da Silva, proprietários da Clínica Veterinária Lajevet, em Cruzeiro do Sul, exemplificam dizendo que até os anos 90, se o bicho desenvolvesse um câncer, a maioria mandava sacrificar. Já nos anos 2000, buscavam ajuda profissional para retirar o tumor. “Hoje, busca-se tratamentos de quimioterapia”, enfatiza Coutinho.

DSC_2964

Até mesmo a preferência pelos pets mudou com o tempo. Aumentou muito nos últimos tempos o atendimento aos gatos, na Lajevet. Dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) demonstram que a população de cães domésticos ainda é muito maior que a de gatos – quase o dobro. O número de felinos nos lares, no entanto, cresce em ritmo galopante, enquanto a população de cães cai. Estima-se que, em cerca de oito anos, o número de gatos se igualará ao de cães nas residências do país. E pesquisas apontam que em 2027 a quantidade de felinos de estimação ultrapassará a de cães. Para Coutinho, muitas pessoas preferem o gato por ser mais independente.

Segundo Coutinho, aceitar a perda do animal de estimação, seja para a criança ou adulto, gera um sentimento de tristeza e desamparo. Passa-se, então, a buscar todos os recursos possíveis para manter a saúde de nossos pets. Em 13 anos de clínica, a Lajevet buscou justamente esta evolução para, com tecnologia, maior precisão estender ao diagnóstico e tratamento das doenças dos pequenos animais.

O segmento tem pesquisas cada vez mais avançadas e tratamentos muito evoluídos. É preciso atualização constante para atendimento às demandas da saúde dos animais e das exigências dos clientes. Para Coutinho, o Brasil é um dos países que mais se preocupa com higiene e estrutura no mundo, aumentando cada vez mais a exigência do mercado.

DSC_2919

Em busca da saúde

Descobrir a doença de um animal não é uma missão tão simples. Como eles não podem falar os sintomas, exames tornam-se absolutamente necessários. Para chegar a um diagnóstico preciso, são necessários até mesmo mais de um. Luciani é especializada em cirurgia de pequenos e grandes animais, além de ser membro da AO VET, principal organização mundial especializada no tratamento do trauma e desordens musculoesqueléticas e que reconhece apenas 23 veterinários no Rio Grande do Sul. Investir na precisão de análise clínica passou a ser corriqueiro no que considera sua missão de veterinária. A Lajevet foi pioneira no estado a receber moderno analisador hematológico que permite exames sanguíneos específicos para 17 espécies animais e, sem dúvidas, um dos mais importantes meios auxiliares do diagnóstico clínico, assim como sistemas de exames bioquímicos, ultra-som e raio-x digital, propiciando rapidez, precisão e confiabilidade nos resultados essenciais para o tratamento dos animais.

Ainda na área de diagnóstico contam com aparelhos de mielografia e eletrocardiograma. Ter todos os equipamentos na clínica evita o processo demorado de ter que mandar os exames para laboratórios, acelerando os resultados e aumentando a qualidade do atendimento.

Um dos equipamentos mais modernos utilizados na clínica é o aspirador torácico, que suga o sangue na hora das cirurgias, facilitando a visualização dos órgãos dos animais. Outra inovação oferecida pela clínica é a aplicação de ozônio, gás muito efetivo no tratamento de inflamações, que mata com facilidade até mesmo as bactérias mais fortes. “Em Cuba até mesmo o câncer humano é tratado com ozônio”, explica Coutinho.

“Construir uma história de respeito e dedicação aos animais e seus proprietários nos leva a concretizar o ideal de um centro veterinário completo, com ações rápidas e precisas implementadas por um quadro de profissionais preparados para proporcionar qualidade de vida superior aos animais”, afirma Luciani.

Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!




POSTS RECENTES

Image

Zico apita para solidariedade

Endeusado especialmente por japoneses e flamenguistas, o Galinho de Quintino é um dos maiores nomes do futebol brasileiro. E, mesmo após a aposentadoria, dedica-se aos projetos sociais e jogos beneficentes, como uma forma de retribuir do que o esporte lhe deu Lajeado recebeu, em dezembro, a segunda edição do Craques Solidários. Criado em 2016, a […]

LEIA MAIS
Image

Claus e Vanessa: sem medo de amar, ousar e ser feliz

Juntos há 17 anos, tanto na carreira como partilhando uma vida em comum, Claus Fetter e Vanessa Marques são donos de uma trajetória de sucesso por onde deixam os acordes de suas músicas, quer seja nos palcos de grandes shows ou tocando em casamentos, formaturas e feiras Tudo começou lá em 2001, quando se conheceram […]

LEIA MAIS
Image

Casos de colesterol alto podem ter origem familiar

Mapeamento genético da doença será um dos temas abordados em simpósio na Capital gaúcha, neste sábado (19/5) Eventualmente provocado por maus hábitos alimentares, o colesterol alto também pode ter influência no histórico familiar, conhecida como dislipidemia poligênica. No entanto, a cada 300 indivíduos no mundo, um possui a doença em virtude da herança genética direta. Isso ocorre quando o pai carrega consigo um dentre seis genes […]

LEIA MAIS