A essência do técnico Tite na arquitetura



Monica Smaniotto Pretto e Débora Smaniotto revelam, pelos traços da arquitetura, a essência de uma das grandes personalidades do futebol mundial

 

No bate-papo com o zelador de um prédio em Torres (RS), no qual executavam dois projetos, as arquitetas Monica Smaniotto Pretto e Débora Smaniotto descobriram que os proprietários da cobertura estavam à procura de profissionais para conduzir a reforma deste imóvel da família no litoral. Foi então que Monica se apresentou a Rosmari Rizzi Bachi, a Rose. Conversaram sobre o trabalho, negociaram e se acertaram. Estava estabelecida a primeira ligação com a esposa, que as colocaria frente a frente com um dos mais respeitados nomes do futebol no mundo: Adenor Leonardo Bachi, o técnico Tite.

Passaram-se cinco anos e, ao longo deste período, as irmãs já assinaram outros trabalhos para o casal, como o apartamento de moradia em São Paulo. Cultivam uma relação tão bacana que, para a Mostra Elite Design – entre outubro e novembro deste ano, em Porto Alegre – as duas criaram um lounge em homenagem a Tite. Com a devida autorização da família, conseguiram garimpar uma série de peças preciosas do acervo particular do caxiense, ex-jogador e atual treinador da Seleção Brasileira de Futebol – cargo que ocupa desde junho do ano passado.

“Neste projeto, queríamos mostrar um pouco das características pessoais dele e do carinho por aquilo que faz. É um líder nato e um ser humano admirável: humilde, com muita simpatia e carisma. Era fundamental termos elementos que remetessem à religiosidade do Tite, que é católico e devoto de Nossa Senhora. Antes do início dos jogos, no vestiário, ele sempre faz suas orações e acende uma vela”, conta Monica.

Também na ambientação do lounge, de 48 metros quadrados, incluíram fotografias da adolescência, da família, obras de arte, livros, coleção de camisetas, bolas de futebol e outros objetos que evidenciam a vida e a carreira de Tite.

O apartamento em Torres

Apegado à família, no litoral Tite optou por ficar no mesmo prédio onde os sogros também têm um apartamento. A cobertura, com 280 metros quadrados, piscina e uma linda vista, foi pensada para o uso dos espaços e o bem receber. Seu projeto de interiores segue uma linha mais despojada e coloca em perfeita sintonia tons neutros de branco e cinza com cores vibrantes, como o amarelo e o azul turquesa. Na escolha dos materiais, destaque para bancadas de ecoquartzo, tapete persa e tecidos importados. A pedido de Tite, não podia faltar o “Recanto do Guerreiro”: um espaço para recarregar as energias, próprio para alguns deleites, como tomar um bom chimarrão, fazer churrasco ou ler um livro.

A reforma do imóvel levou oito meses. “Nesse período, conversamos muito por telefone, por e-mail e fui a São Paulo apresentar o projeto”, recorda Monica. A entrega do trabalho concluído foi um momento marcante para as arquitetas: no dia 25 de dezembro de 2012, dias após Tite consagrar-se campeão mundial com o Corinthians.

“Passamos a noite de Natal trabalhando. Sabíamos que ele tinha enfrentado semanas muito cansativas e, quando chegasse, queríamos que a família se sentisse acolhida e não precisasse se preocupar com nada. Estava tudo organizado – desde a decoração, até talheres, cristais, toalhas e camas. Como eles já usavam aquele apartamento, até as roupas que estavam no armário mandamos para a lavanderia. Foi incrível ver a surpresa e a felicidade deles com o resultado”, detalha Débora.

Débora e Mônica

A moradia em São Paulo

Seguindo a tendência das casas contemporâneas, mais flexíveis e propícias para o relax, em São Paulo a família também priorizou o conforto e o aconchego no apartamento de moradia. O projeto foi desenvolvido de março a dezembro de 2013.

Segundo as arquitetas, desde o início tinham uma identidade estética bem definida: não queriam luxo exacerbado, pois não têm o perfil de ostentar. Mas assim como no imóvel do litoral, optaram por materiais de qualidade, bom gosto e perenes.

Na época, com um casal de filhos adolescentes – Matheus e Gabriele – pediram ambientes despojados, para que todos que frequentam a casa pudessem usufruir do espaço sem melindres. Um apartamento para reunir a família, os amigos, se divertir e ser feliz.

 

Perfil

Monica e Débora formaram-se em Arquitetura e Urbanismo pela Ulbra, em 1988 e 2002, respectivamente. Ambas têm pós-graduação em Auditoria, Avaliação e Perícias em Engenharia. No trabalho, as irmãs comemoram uma parceria consolidada há 15 anos, com escritório em Porto Alegre.

Tags relacionadas

Comente



Compartilhe!




POSTS RECENTES

Image

A essência do técnico Tite na arquitetura

Monica Smaniotto Pretto e Débora Smaniotto revelam, pelos traços da arquitetura, a essência de uma das grandes personalidades do futebol mundial   No bate-papo com o zelador de um prédio em Torres (RS), no qual executavam dois projetos, as arquitetas Monica Smaniotto Pretto e Débora Smaniotto descobriram que os proprietários da cobertura estavam à procura […]

LEIA MAIS
Image

O que dizem os astros para 2018

Uma das astrológas mais conhecidas do mundo, dos famosos e globe trotter assumida, MARICY VOGEL, fala de 2018 para Gente que Faz, um pouco depois de dar entrevista para Amaury Júnior A brasileira que reside na Flórida hoje, há 27 anos fora do Brasil, anda o mundo atendendo clientes famosos e poderosos que se casam, […]

LEIA MAIS
Image

Com axé da Bahia, Nalanda faz sucesso em solo gaúcho

            Ela veio para fazer história em Porto Alegre. Desde 2010 em terras gaúchas, a artista se diz realizada com a carreira que construiu no estado              Uma nova voz vem chamando a atenção dos gaúchos que frequentam a noite de Porto Alegre. Muito mais do que isso, ela tem se destacado pela autenticidade, carisma […]

LEIA MAIS